SOBRE A PATERNIDADE ATIVA?

Ser pai hoje em dia é muito mais do que estar ao lado da mãe, sendo apenas um coadjuvante na criação e educação dos filhos.

 

Ser pai é papel decisivo para a formação da auto-estima, estabilidade emocional da criança.

 

Por isso é tão importante que, cada pai a seu estilo, procure ser participativo nas tarefas cotidianas e seja de fato um protagonista no desenvolvimento do seu filho (a).

 

É essencial estar presente nas atividade diárias tais como escovar os dentes, tomar banho, trocar a roupa, ir a reuniões, festas da escola, levar para passeios, contar histórias e principalmente brincar.

Claro que com o crescente o número de pais solteiros e aqueles que exercem ativamente a paternidade, certos preconceitos já estão sendo questionados e mudanças significativas estão acontecendo, como trocadores nos banheiros masculinos, ser responsável pelos cuidados com a criança em casa, na escola e ter uma relação mais afetuosa e próxima emocionalmente.

Mas e quando não existe essa figura na vida da criança? Ela cresce com alguma defasagem?Não necessariamente.

Quando falamos de paternidade, é uma função e como toda função pode ser sim exercida por outra pessoa de referência, com a qual se dá o vínculo afetivo e se mostra presente nas atividades mencionadas acima.

O principal é uma presença de qualidade e com entrega.

Um pai que compromete-se com o bem- estar dos filhos (a) influencia positivamente em diversas áreas (habilidades sociais; desempenho escolar; ferramentas para lidar com dificuldades que surgem na vida).

 

E seguramente as consequências disso é uma infância, adolescência saudável!

E para você, o que é paternidade ativa? E como ela se mostra ao seu redor? Para se preparar melhor para adoção, assista o mini-curso Caminhos para uma adoção consciente => https://adocaoempauta.com.br/minicurso-2/

 

Com carinho,
Tatiany Schiavinato
Psicóloga
Atendimentos presenciais e online.