DIFICULDADES NO PÓS ADOÇÃO: QUAIS SÃO E COMO SUPERÁ-LAS ?

Olá, tudo bem com você??

Atualmente, o número de pretendentes a adoção é muito grande, principalmente quando comparado ao número de crianças cadastradas e disponíveis para adoção. Porém, sabe-se que como em todas as relações, existem dificuldades também no processo de adoção, e até mesmo depois do processo concluído.

Você sabe quais são algumas das dificuldades no pós adoção? Sabe como superá-las?

Algumas das principais dificuldades relacionadas ao pós-adoção.

Adaptação: a adaptação é uma das dificuldades mais comuns após a adoção. Isso porque, tanto os pais, quanto a criança ou adolescente já estão acostumados com um estilo de vida, rotina e pessoas diferentes no seu dia-a-dia.

Porém, a adaptação pode ser uma dificuldade passageira. Isso porque, tanto a criança quanto os pais querem fazer com que a o “negócio” de certo, e por isso, farão o possível para o sucesso na relação.

Desobediência: Outra dificuldade do pós-adoção é relaciona a desobediência da criança. Muitas delas podem querer testar seus limites e saber onde podem ir, além de querer saber se você realmente vai trata-la como filha.

Por isso, é importante saber impor autoridade e estabelecer limites. O modo como os pais educam o filho é construído diariamente, a cada experiência vivenciada.

Curiosidade sobre a família biológica: Algumas crianças, principalmente quando estão chegando a certa idade e sabem que são adotadas, querem ter uma melhor “identidade”. A busca por essa identidade, que é algo natural do ser humano, pode gerar curiosidade em saber mais sobre sua família biológica.

Nesse caso, é válido conversas, diálogos, sempre evitando mentir para a criança.

Momentos difíceis e conflitos poderão acontecer, mesmo depois de criado um bom vínculo com a criança. Mas a principal questão é como os pais irão lidar com isso. Os pais devem demonstrar amor, buscar preparação, conhecimentos e informações.

Também é indicado que, nessas dificuldades, busque ajuda profissional, tanto para a criança ou adolescente, como também para os próprios pais. Terapias em grupo de pais adotivos também podem ajudar muito na troca de experiências.

Você já participou de algum grupo terapêutico  de pais adotivos ? Para se preparar melhor para adoção, assista o mini-curso Caminhos para uma adoção consciente =>http://adocaoempauta.com.br/minicurso-2/

Tatiany Schiavinato
Psicóloga
Atendimentos presenciais e online.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + 2 =